Com uma posição de liderança em termos de sustentabilidade, principalmente em relação às outras indústrias de cal, um dos princípios da sustentabilidade na indústria mineral seguido pela Caltec consiste no aproveitamento total do recurso mineral e a preservação das reservas para as próximas gerações.

A Caltec desenvolve um planejamento preciso para inserir toda a dolomita retirada das minas no mercado, evitando a produção de lixo mineral e primando pela exploração responsável dos recursos do planeta.

A empresa também conquistou a autossuficiência energética, através do uso inteligente de fontes renováveis. Os fornos de calcinação da Caltec utilizam resíduos florestais, provenientes de florestas plantadas para atendimento da indústria moveleira. Foi a primeira empresa de cal do País a deter um processo que transforma resíduos descartados – que antes serviam para abarrotar aterros sanitários e representavam um sério problema ambiental – em combustível sólido seco.

CAMINHAO-BIOMASSA-600x367

Outro exemplo vivo do cuidado da Caltec com o meio ambiente é a manutenção de um trecho de mata atlântica original, conhecido como Caeté, composto por centenas de espécies nativas, inclusive araucárias – árvore símbolo do Paraná, ameaçada de extinção.

A área, situada nas proximidades das minas da empresa e de uma importante bacia hidrográfica, já foi uma reserva indígena, organizada por jesuítas durante a expansão da fé cristã no País e teve participação marcante na revolução de 30, tornando-se parte da história do Brasil. A reserva é mantida intacta, abriga e permite a preservação e a reprodução de muitas espécies da fauna e da flora regional.

A Caltec acredita que o crescimento econômico deve estar fundamentado em práticas que permitam um desenvolvimento sustentável.